terça-feira, 1 de junho de 2010

O VALOR DA TEMPERANÇA – Lição 10

Conforme Gálatas 5.22 O Fruto do Espírito é único, porém, constituído por várias virtudes, tais como: Amor, alegria, paz, longanimidade, bondade, fidelidade, mansidão e TEMPERANÇA. Se levarmos em consideração a ordem, podemos entender que o Fruto do Espírito tem a sua base de sustentação no amor, todavia ele se projeta e ganha visibilidade através de suas colunas que são as demais virtudes que seguem após o amor, entre elas Temperança, isto é domínio próprio. No Grego do Novo Testamento utiliza-se a palavra EKGRATEIA, que traduzida por Temperança ou domínio próprio conforme a versão da Bíblia. EKGRATEIA fala-nos objetivamente acerca da vitória sobre o desejo, o verbo correspondente é ekgrateoumai, ocorre duas vezes no NT. Significa exercer domínio próprio ou ter auto-domínio. Em I Co 7.9 Paulo falando do relacionamento entre sexos, adverte contra o casamento, mas então acrescenta: "Caso, porém, não se dominem, que se casem". Ou seja, se domínio próprio se revelar impossível, então o casamento é apropriado. Em I Co 9.25 ele determina o princípio universal de que todo homem que se esforça para vencer em tudo se domina, ou é temperado.

Os líderes pós-apostólicos, ou seja, os pais da igreja, atribuíram imensa importância a esse assunto, na sua maioria interpretavam Ekgrateia como a virtude relacionada ao auto-controle, auto-restrição, auto-disciplina, pureza e até mesmo castidade. Até mesmo na filosofia encontramos Platão definindo esse termo como: "O domínio dos prazeres e dos desejos" (Repub.430 E).

EXEMPLOS NO CONTEXTO LITERÁRIO

Há algum tempo atrás li uma frase, cujo o autor não tenho lembrança, porém, jamais a esqueci, dizia assim: "O MAIOR CONQUISTADOR É AQUELE QUE CONQUISTA A SI MESMO" , vejo um grande fundo de verdade nessa expressão, pois a nossa lutar maior ocorre nos porões da nossa mente, porque é na área dos pensamentos e sentimentos que sofremos os mais terríveis ataques do mundo e do diabo. Os nossos inimigos invisíveis procuram utilizar alguma coisa defeituosa que existe em nós para provocar a nossa própria destruição. Dentro de alguns homens existe uma "bomba" (temperamentos, sentimentos, instabilidade emocional) com um grande poder destruição esperando só que o botão seja acionado. Por isso é necessário que cada tenha controle absoluto sobre o que se passa no seu coração, do contrário o inimigo se apropriará das nossas fragilidades interiores para nos destruir. Temos na literatura clássica na obra de Shakespeare, "Otelo", um exemplo muito interessante. Otelo que também é o nome do protagonista da história, um homem que saiu de situação desfavorável e alcançou grandes conquistas, ganhou todas as batalhas que enfrentou, admirado e temido por todos, chegou ao posto de general do exército de sua cidade. O sucesso de Otelo despertou o ciúme de algumas pessoas. O maior de seus inimigos percebeu que só haveria uma forma de derrotar o General Otelo, por meio do seu ciúme doentio. A partir daí passou a trabalhar com imaginário de Otelo, criou várias situações que insinuavam uma possível traição de Desdemona a esposa de Otelo, a medida que essas situações iam acontecendo, Otelo ia perdendo o controle e desequilibrava cada vez mais, até que ficou obcecado com a idéia, totalmente descontrolado matou a esposa sem nem mesmo dar-lhe a oportunidade de se explicar, depois do feito o inimigo lhe fez ver que tudo não passava de uma armação, indignado com o que fizera, Otelo suicidou-se. Otelo foi destruído porque não teve controle sobre si mesmo, o seu ciúme descontrolado foi a causa da sua destruição. A lição que aprendemos aqui, e que se não aprendermos a dominar os ímpetos do nosso ser, poderemos nos tornar presas muito fáceis para o inimigo e também muito destrutivos para nós mesmos e para com aqueles que nos rodeiam.

EXEMPLOS BÍBLICOS NEGATIVOS

A Bíblia também está cheia de exemplos de homens que durante um período de suas vidas falharam nesse ponto e tiveram que sofrer consequências dolorosas e desagradáveis. O patriarca Noé se excedeu no uso de vinho, embriagou-se e experimentou uma situação um tanto constrangedora dentro da sua própria família, o que fez com que ele fosse obrigado a proferir uma maldição sobre um dos seus próprios filhos. E caso de Esaú que se deixou dominar pelo seu estômago, pois para saciar a sua fome foi capaz de trocar a sua benção da primogenitura por um prato de comida. Não nos esqueçamos de Davi o maior rei que nação de Israel conheceu, também nos deixou um exemplo negativo nessa área, porque houve um dia que em o rei colocou os seus olhos em uma mulher e ficou fascinado, mesmo tendo tomado conhecimento que ela já pertencia a outro homem, ele não se conteve, pois ele se permitiu dominar pelo seu apetite sexual. Os que conhecem a história sabem que esse ato teve conseqüências desastrosas. Mostramos então, um que não teve domínio na bebida, outro na comida e outro no sexo, porém quero acrescentar Saul que foi destruído pelo seu amor extremado pelo poder e exclusividade pessoal. Saul começou bem, porém, a nova situação como líder do povo hebreu fez com que algo se modifica-se no seu interior, e então ele passou desenvolver sentimento de "Megalomania", passou a se achar "o cara". Todavia, a aparição de Davi e suas grandes vitórias que fez com ele conquistasse a admiração do povo, fez aflorar na alma de Saul uma esquisofrenia que já esta em processo de desenvolvimento há muito tempo, e que ele não foi capaz de controlar, e por isso foi derrotado e terminou morto. Já inicio da história bíblica no livro de Gênesis, em decorrência do caso de Caim e Abel, que Deus tem nos avisado na sua palavra "... o pecado jaz à porta, e sobre ti será o seu desejo, mas sobre ele deves dominar." palavra do Senhor em Hebreus nos diz que toas essas coisas foram escritas para o nosso ensino, portanto, cabe a nós nos apropriarmos destes exemplos como um meio de nos prevenir

ORIENTAÇÕES PARA EXERCERMOS A TEMPERANÇA

Em provérbios 16.32 diz "Melhor é... o que domina o seu espírito do que o que domina uma cidade" O domínio próprio é o verdadeiro amor a si mesmo. Aquele que respeita a si mesmo, que considera seu corpo um templo do Espírito Santo, exercerá controle sobre seus impulsos. A verdadeira temperança é controle sobre cada fase da vida, e não apenas sobre o alimento e bebida. Temperança significa autocontrole completo. Significa controle sobre a ira, paixão carnal, apetites, desejo de prazeres mundanos e egoísmo. Antes de poder governar uma cidade, comunidade, clube ou nação, o indivíduo precisa primeiro ser capaz de governar seu próprio espírito. Aprendamos com apóstolo Paulo, atentemos para o seu ensino sobre o assunto: "todas as coisas me são lícitas, mas nem todas me convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma delas. Os alimentos são para o estômago, e o estomago para os alimentos: mas Deus destruirá tanto estes como aqueles. Porém o corpo não é para a impureza, mas para o Senhor, e o Senhor para o corpo. Deus ressuscitou ao Senhor e também nos ressuscitará a nós pelo seu poder". (I Co 6.12-14).

O AUTO-DOMÍNIO DOS RECABITAS

O texto base da lição em foco, Jeremias 35. 1-19 , aborda sobre um povo denominado Recabitas que vivia no meio de Israel. Tratava-se de uma tribo de queneus, o chefe chamava-se Jonadabe. filho de Recabe, que lhes ordenou absterem de vinho e de toda bebida que pudesse embriagar, a não possuirem habitações fixas, a não plantarem vinhas, e viverem em tendas. O profeta Jeremias provou a fidelidade destagente, pondo diante deles taças cheias de vinho, que eles recusaram. Por isso, Deus prometeu que nunca faltaria varão da estirpe de Jonadabe que estivesse todos os dias na sua presença.

Quando atentamos para o fato da importância que era dado ao vinho na cultura judaica, percebemos ainda mais o valor e a nobreza da atitude dos recabitas. Seria como alguém viver Brasil e não se permitir ter nenhum vínculo com futebol, mesmo em época de copa do mundo. Provavelmente eles eram constamente pressionados por diversas circunstâncias a abdicarem de suas tradições, mas ao invés de cederem aos costumes de uma cultura, esse povo deu uma grande demonstração de auto-controle, não cedendo em momento algum, mas preservando os ensinos que receberam do seu principal lider. No texto citado acima observamos que Jeremias utilizou esse povo para dar uma lição ao povo de Judá, enquanto os recabitas era um povo que se destacava pela extrema fidelidade ao seu líder, Judá se destacava pela desobediência e rebeldia. O próprio Deus fez questão de dar um destaque especial a auto-disciplina desse povo, e grande parte desse mérito é atribuido a Jonadabe seu líder. Existe um ditado que diz "o povo é cara do seu líder", e parece que isso tem sido verdade, tanto no sentido positivo como negativo. Provavelmente Jonadabe era um exemplo de temperança, auto-dominio, e sua ética era compatível com o seu discurso. Nos tempos hodiernos estamos enfrentando uma crise identidade, porque o discurso tem se distanciado da prática. Estamos perdendo as referências, pois constantemente descobrimentos que alguns homens pelos quais tinhamos uma certa admiração, são pessoas que se deixaram dominar pela ambição, desejo incontrolável pelo poder, popularidade, vaidade pessoal, etc. Em muitos casos o descontrole é tão grande que se perde a noção do valor koinonia, pois observamos um bombardeio de críticas e acusações pejorativas, e na verdade ambos os lados estão pensando nos seus interesses. Existem igrejas e instituições evangélicas nesse pais que não suportam uma rápida auditoria fiscal, porque alguns líderes não conseguem se controlar e usam indevidamente aquilo que não lhe pertence. Como Essas pessoas querem falar de doutrina, se a própria instituição que está sob a responsabilidade deles é um "saco de gato", porque não dizer um "covil".

CONCLUSÃO.

Tendo em vista possuirmos livre arbírtrio, as nossas ações não são programadas nem determinadas por Deus, temos liberdade para escolhermos o caminho que queremos seguir, porém, a bíblia diz que existem muitos caminhos que parecem levar a algum lugar, mas o fim deles é a morte. Olhando por esse ângulo entendemos como essa virtude do fruto do Espírito, a Temperança, é de vital importância para as nossas vidas, pois constantemente estamos sendo convidados para nos alimentarmos com "os manjares do Rei", e isso pode ser muito tentador, porém se exercermos o auto-controle vamos perceber que é melhor ser amigo de Deus, como foi Daniel, do que ser amigo do "Rei" , pois com o Senhor temos muito mais a ganhar.

8 comentários:

  1. Bom dia Vicente!
    Que linda reflexão...
    Que Papai do Céu continue te inspirando assim.
    Obrigada por compartilhar seu conhecimento conosco.
    A Paz do Senhor

    ResponderExcluir
  2. Graça e Paz Josi, muito abrigado pelas palavras que nos servem de combustível para continuarmos nos empenhando para darmos o melhor para a obra do Senhor.

    ResponderExcluir
  3. PAZ DO SENHOR!SUA DEFINIÇÃO SOBRE O ASSUNTO MUITO NOS AJUDA EM NOSSAS AULAS NA EBD.
    MAS SUA APLICAÇÃO DESTE ASSUNTO FALANDO SOBRE AS PERDAS DE REFERENCIAS ENTRE AGUNS HOMEMS DE DEUS, É IMPRECIONANTE. PRECISAMOS DE COMENTÁRISTAS QUE REVELEM COMPORTAMENTOS CONTRADITÓRIOS EM NOSSAS IGREJAS.
    DEUS ABENÇOE.
    VISITE MEU BLOG, E NO ESPAÇO DO VISITANTE DEIXE SEU COMENTÁRIO SOBRE O TEMA SUGERIDO.

    ResponderExcluir
  4. Coloquei seu Banner na minha página, vamos fazer parceria...

    http://protestocristao.blogspot.com/p/parceiros_24.html

    Temos alguns banners

    ResponderExcluir
  5. A PAZ DO SENHOR AMADOS BOA AULA.

    ResponderExcluir
  6. Lindo comentário e de grande valia para a nossa aula.Continue com essa dedicação. Obrigada.

    ResponderExcluir
  7. GRAÇA E PAZ QUERIDOS, ESTOU MUITO FELIZ COM A VISITA E COMENTÁRIO FEITO POR CADA UM DE VOCES. QUE O SENHOR VOS ABENÇÕE POR AMAREM A PALAVRA DE DEUS E ME INCENTIVAR NESSE TRABALHO.

    ResponderExcluir
  8. Olá meus irmãos Graça e Paz.

    Estou muito feliz em conhecer mais um espaço que propaga a palavra
    de Deus.
    Estou seguindo este maravilhoso blog, se desejares em conhecer o nosso blog, será um prazer
    tê-lo como visitante e se desejares nos seguir, ficaremos felizes.
    Mensagem Edificante para Alma
    http://josiel-dias.blogspot.com/

    Aprendendo uns com os outros crescemos em graça
    e conhecimento.

    Josiel Dias
    Cons Missionário
    Congregacional
    Rio de Janeiro

    ResponderExcluir